ITA - Einstein

ITA - Einstein

Modulação da Reserva Cognitiva em Indivíduos que Trabalham em Ambientes Dinâmicos e Complexos: Identificação de Padrões em Sinais Multimodais

Este projeto conta com a participação de pesquisadores do Instituto do Cérebro, do Centro de Reabilitação e do Departamento de Imagem do Hospital Albert Einstein, ITA, UNICAMP, UNIFESP e UNESP e faz parte de um grande projeto temático da FAPESP.

A partir de uma amostra de grupos de profissionais responsáveis pelas vidas de outras pessoas como, controladores de voo, pilotos, equipes de unidades de terapia intensiva e cirúrgicas, identificar padrões relacionados à tomada de decisão. Os grupos serão monitorados por sinais obtidos por:

  • GSR (resposta galvânica da pele); eye tracker (rastreamento visual) - acompanha a atividade do operador através do rastreio dos olhos;
  • EEG (eletroencefalograma) - mede impulsos elétricos emitidos pelo cérebro;
  • ECG (eletrocardiograma) - mede atividade elétrica cardíaca;
  • fRMI (ressonância magnética funcional);
  • fNIRS (espectroscopia funcional do infra-vermelho próximo) –- são múltiplos sensores colocados sobre a superfície da cabeça para medir a oxigenação das áreas do cérebro na região cortical através da absorção de luz infra-vermelho ;
  • facial expression. recognition. quando submetidos a diversos cenários intensos.

Esse estudo busca associar a taxa de erros aos sinais de fadiga, stress, alterações emocionais. Avaliar se existe correlação entre as medidas neuropsicológicas de reserva cognitiva e os efeitos de uma intervenção de redução de fadiga e stress nas diversas variáveis.


Projeto Autorrotação - IPEV-ITA-Einstein

O principal objetivo dessa pesquisa é o de compreender as respostas fisiológicas do pilotos, frente a elevada carga de trabalho e de condição de estresse gerada durante a realização de um voo em autorrotação, mesmo em treinamento, comparar essas características, sobretudo do tempo de reação do piloto, com as limitações aerodinâmicas da aeronave e buscar soluções de projeto e de treinamento para diminuir esses riscos e a carga de trabalho dos pilotos.

Para isso, serão coletados dados em situação real de treinamento, utilizando 7 pilotos com larga experiência em aeronave de asas rotativas para produzir uma grande base de dados para pesquisa, relacionando a descrição da situação a cada instante com dados do helicóptero e do operador. Serão utilizados os seguintes dispositivos para aquisição de sinais fisiológicos multimodais:

  • fNIRS - functional near-infrared spectroscopy;
  • EEG - eletro-encefalograma;
  • EKG - eletro-cardiograma;
  • Eye tracking;
  • Reconhecimento de expressão facial - através de vídeo do rosto, procura identificar a expressão facial em categorias para estimar o estado emocional.
  • Questionários e escalas.

Serão também coletados dados de 100 pilotos militares com experiência em autorrotação simulada em aeronave real. Serão utilizados vários ensaios para a medição do tempo de reação dos pilotos após a sinalização de falha do motor.